Chris Pratt adivinhou que faria ‘Jurassic World’ 5 anos atrás
Postado por Lucas Nascimento no dia 03.07.2015

Aparentemente, além de ator ele também é vidente. Em um vídeo de 2010 que está rolando pela internet, Chris Pratt fez uma adivinhação em vídeo dos bastidores da série que ele fazia na época, Parks and Recreation.

Durante o vídeo, Pratt encena que recebe uma mensagem de texto de Steven Spielberg, diretor dos filmes da franquia Jurassic Park. Ele diz:

Nossa, eu acabei de receber uma mensagem do Steven Spielberg. Que chato.

Em seguida ele narra sua resposta:

Querido Steven, desculpe, mas já fui convidado pela NBC pra fazer os bastidores de Parks and Recreation […] terei que te responder mais tarde sobre Jurassic Park IV.

Confira o vídeo a seguir.

Chris Pratt é uma nova espécie de líder, segundo a Shortlist.
Postado por Lucas Nascimento no dia 02.07.2015

No espaço de apenas 2 filmes, Chris Pratt tem se tornado o templo para filmes de heróis pós-moderno. Andrew Lowry da ShortList conheceu os lideres de Hollywood mais quentes.

Chris foi quase um Capitão Kirk. Pelo menos, ele queria ser. Ele fez o teste para interpretá-lo, assim como fez também para o papel principal de Avatar, mas não era para ser. Disseram para ele que ele não tinha “isso”, que ele não tinha qualidade para ser uma “estrela”. Alguém claramente se f*** com isso.

E não porque os atores que atuaram no lugar eram ruins. Mas porque se há um ator avançado em Hollywood  hoje que encarna uma qualidade de estrela carismática, esse ator é Chris Pratt.

Primeiro vindo de (uma das) atenção do mundo na série Parks and Recreation como Andy Dwyes, um palhaço adorável com a mente de uma criança e o corpo de uma (WWE) estrela que foi apenas uma semente. Primeiramente destina-se como uma maravilhosa temporada, a simpatia de Pratt manteve ele para a totalidade de sete anos do programa. Suas habilidades de comédia chamou a atenção da Marvel, procurando por um herói piadista para o Senhor das Estrelas e Guardiões da Galáxia. Reticentes a princípio, ele concordou. O resto é, bem … acontecendo agora.

Esta semana Pratt acompanha sua segunda grande franquia em tantos anos – o renascimento do que foi a franquia Jurassic Park – agora simplesmente a franquia Jurassic, graças ao novo filme que está sendo chamado de “Jurassic World”.

No set em Isla Nublar, como no primeiro filme (As sequências foram no local de teste em Isla Nublar), o parque foi aberto aos visitantes durante vários anos. O personagem de Pratt é Owen Grady, um treinador de velociraptors que muda para o modo herói quando as coisas começam a dar errado. E coisas erradas que eles fazem. Triste…

Este é o quarto filme da franquia. Não deveria haver melhores práticas de segurança até agora?

Bem, não seria o mesmo se fosse um documentário sobre um parque temático que funcione bem e tem alguns dinossauros na mesma. Ou seria mais curto, pelo menos. Segue-se a estrutura do primeiro filme, mas os riscos são maiores – há 20 mil pessoas na ilha, por isso, quando ele fica violento, ele fica muito violento. Este é um filme de terror.

O primeiro filme é tanto sobre a maravilha como o terror. O que você ainda não respondeu?

Provavelmente essa maravilha. Quando Laura Dern e Sam Neill saem de seu jipe e boom! Richard Attenborough diz: “Bem-vindo ao Jurassic Park”, e estes dinossauros gigantes estão andando, foi esmagador. Eu vi isso quando eu tinha 13 anos e eu simplesmente não podia acreditar – Eu nunca tinha visto nada como isso antes.

Seu personagem treina raptores – não algo com um monte de referências do mundo real. Como você estava agindo com dinossauros invisíveis?

Para ser honesto, depois de Groot e Rocket em Guardiões da Galáxia, alguns dinossauros são uma brisa. O que foi realmente divertido, estava começando a se aproximar daquele personagem a partir de um ponto de vista real – quem iria conseguir o emprego, na realidade? Se os dinossauros foram em torno de 20 anos e há uma filial do parque que é tudo sobre se podemos conseguir fazer raptores a se comportarem como se eles estão no mundo do mar – que vai acabar bem, é claro – como é que alguém se aproxima disso? Eu tive que falar com algumas pessoas incríveis que treinam tigres e ursos pardos, papagaios e cães, em todas as aplicações diferentes, desde entretenimento para a guerra. As técnicas que você me viu usando são realmente técnicas reais que as pessoas usam em ursos e tais, o que foi muito legal. E, claro, havia um monte de coisas ao redor olhando para nada – uma bola de tênis ou uma luz, ou as pessoas em ternos cinza com cabeças de raptores – e tentando torná-la real. Mas, como eu digo, eu sou desse tipo. E eu odeio dizer isso para você, mas nada disso é real. Então, indo a milha extra para imaginar antigos répteis invisíveis realmente não é um grande salto.

Atuar personagens principais musculosos é diferente de atuar o Andy Dwyer ?

Bem, eu tenho mais agora, então você poderia dizer isso. Hey, são trabalhos completamente diferentes, cara – você está flexionando os músculos diferentes, ou talvez você está flexionando os mesmos, mas em uma pose diferente. O riso é um grande calibre, por isso, se um público está rindo, você sabe como você está fazendo. Quando você faz algo dramático, o resultado de ser realmente bom ou muito ruim é o mesmo – o silêncio. A coisa mais barulhenta que você nunca vai ouvir é o silêncio que segue você indo realmente para um drama. Você não sabe se as pessoas estão te deixando sozinho porque você está nesse lugar, ou se eles estão embaraçados por você. Eu estava em “A Hora Mais Escura” e eu pensei que eu não era nada – Eu apenas pensei que eu não estava trabalhando. Então olhei para ele depois que ele foi cortado em conjunto por algumas das pessoas mais talentosas do mundo, e foi realmente bom. Meus instintos não são grandes fora de comédia – Eu só não sei se estou fazendo bem ou não. Eu acho que eu só tenho muita experiência fazendo comédia. Talvez meus instintos fiquem melhor com o drama.

Apostar na mudança da sua carreira foi tipo sorte?

Eu não penso nisso por esses termos. Eu venho tentando desde que eu era trabalhava com serviços gerais em Berverly Hills dirigindo um carro que custava $700. Eu estou jogando, cara, ainda estou na mesa. Eu estou jogando com dinheiro, mas ainda estou na jogada. É uma grande aposta ser ator, em geral. Eu sou bem grato que tiveram partes incríveis da minha carreira que deram certo. Eu sempre soube que era mais esportivo, eu sabia que era mais um atleta do que um ator, então ser pago pra entrar em forma foi o máximo.

Você deu uma volta e tanto pra se tornar ator – foi tanta sorte como parece ter sido?

Bem, depois do ensino médio eu fiz um semestre e meio de faculdade. Eu estava pagando para fazer o que eu fazia no ensino médio, o que parecia completamente estúpido para mim. Eu saí e me tornei vendedor de cupons para uma companhia de divulgação, então eu oferecia desde óleo à viagens e dias em spa. Eu fiz isso por um ano e meio, e estava no caminho de abrir meu próprio escritório, o que acabei fazendo em Colorado quando tinha 19. Seis meses depois eu acabei perdendo tudo e fui pra casa sem nada. Minha mãe teve que pagar minha passagem de volta e eu estava endividado – eu estava espiritualmente falido e isso me fazia super mal. Meu amigo da cidade basicamente me resgatou e disse, “Cara, eu tenho morado no Havaí desde o ensino médio, é muito bom. Você parece estar na merda, você deveria vir pra cá.” Então ele comprou uma passagem só de ida pra mim e então nós só acampamos por um ano. Eu consegui um emprego na Bubba Gump Shrimp, vivi em uma van e festejei muito. Eu estava em um sonho. Eu meio que me aposentei aos 20 anos de idade.

Isso foi quando você começou a atuar?

Não ativamente. Eu lembro da minha namorada da época, os mais dela sentaram comigo e me perguntaram coisas do tipo “o que eu quero da vida”. Eu estava namorando a filha deles e morando em um carro, o que eles simplesmente amavam. Então eu falei “Ah, eu quero ser ator.” Durante meus dias de venda de porta em porta, eu comecei a fazer stad-up comedy, e fazendo pequenos shows para meus amigos na praia. Eu acho que nenhum amigo meu da época ficou surpreso quando eu acabei no mundo da atuação. Eu não programava nada até mais tarde, quando eu tinha mais poder e podia ser mais estratégico. Na maior parte do tempo, eu estava só curtindo a vida, deixando ela me levar.
Isso é muto interessante – as pessoas pensam sobre você como um folgado, mas não se sai da praia e vai pra Hollywood sem uma loucura ou outra.
Eu acho que parte disso foi ter um pai que me fazia trabalhar todo final de semana. Ser um atleta – eu fui lutador por 10 anos – era algo bem sério, um esporte bem intenso onde você era forçado a ir além dos seus limites físicos. Essas coisas me fizeram quem eu sou hoje.

Você tá relacionado em toda notícia sobre o remake de Indiana Jones. Pode nos dizer algo sobre isso?

Eu não sei o que dizer. Eu tenho uns filmes que sairão em breve que eu de fato estou fazendo, e muitos outros que farei. Esse em particular (Indiana Jones) – definitivamente ainda não está na minha agenda. A ideia de que eu esteja sendo considerado pra esse filme é maravilhosa. Meu telefone está ligado, mas ninguém me ligou ainda. Eu só não quero ser parte do time que ferrou com tudo. Teria que ser perfeito. Eu não assinaria na hora – eu me certificaria de que o script estivesse bom.
The Lego Movie foi meio que esnobado no Oscar desse ano. Você ficou chateado?
Preciso dizer que eu assisti os outros filmes e fiquei perplexo. É aquele tipo de coisa que você não pode se apegar muito. Teria sido ótimo – eu amo o Oscar. Eu esperava que fosse indicado pelo menos na categoria de Melhor Animação, se não em Melhor Fotografia. Por quê não? O filme é muito bom, todo certo. Mas dizer que nós deveríamos ser indicados significa dizer que outro filme não merecia, e todos eles eram bons. Os diretores e eu conversamos sobre isso – nós faremos outro. [Imitação perfeita do Morgan Freeman] Tempo e pressão, amigo. Tempo e pressão.


 

Tradução: Lucas Nascimento e Roberto Rodrigues – Equipe Chris Pratt Brasil

Fonte.

Resultado da Promoção DVD + Poster de Guardiões da Galáxia
Postado por Roberto Rodrigues no dia 01.07.2015

Como prometido, hoje (01/07) foi realizado o sorteio para ganhar Um DVD + Um Poster de Guardiões da Galáxia, anunciado na semana passada (PROMOÇÃO: DVD e Poster de Guardiões da Galáxia).

E a sorteada foi a @heisdark! Parabéns!!

heisdark

Fenômeno de bilheteria, “Jurassic World” é 5º filme a bater US$ 500 milhões
Postado por Roberto Rodrigues no dia 29.06.2015

“Jurassic World” é o quinto filme na história a cruzar a marca dos US$ 500 milhões na bilheteria de cinema norte-americana em seu terceiro fim de semana de exibição. A conta é feita justamente no período em que o filme bateu — em uma disputa apertada — a animação “Divertida Mente” na corrida pelo maior faturamento.

Segundo o site Hollywood Reporter, a superprodução de dinossauros faturou US$ 54,2 milhões no fim de semana. À frente de “Jurassic World” — considerando o mesmo período de exibição a partir da estreia — estão “Batman – O Cavaleiro das Trevas” (US$ 534,9 milhões), “Os Vingadores” (US$ 623,3 milhões), “Titanic” (US$ 658,7 milhões) e “Avatar” (US$760,5 milhões).

Na segunda posição, “Divertida Mente” também conseguiu um valor expressivo na bilheteria: US$ 52,2 milhões desde sexta-feira. Em sua segunda semana em cartaz, a animação da Disney Pixar soma o faturamento de US$ 184,9 milhões.

O terceiro lugar na venda de ingressos ficou com “Ted 2”, filme de Seth MacFarlane com Mark Wahlberg. A comédia, que custou US$ 68 milhões, decepcionou com um faturamento de US$ 32,9 milhões, que é 39% menor que o obtido com o primeiro filme da série em 2012.

Fonte

Sequência de ‘Guardiões da Galáxia’ ganha título oficial
Postado por Lucas Nascimento no dia 29.06.2015

Hoje, James Gunn, diretor do filme, divulgou o nome oficial que a sequência do longa terá. O nome oficial será “Guardiões da Galáxia vol. 2

Confira o tweet onde o diretor confirma a notícia:

A estreia está marcada para 27 de abril de 2017.

Chris Pratt ganha prêmio no Saturn Awards 2015
Postado por Lucas Nascimento no dia 26.06.2015

Aconteceu na noite de ontem (25) o Saturn Awards 2015. A premiação é destinada a filmes de terror e ficção científica, onde Chris Pratt estava indicado na categoria de Melhor Ator e o filme Guardiões da Galáxia em outras 9 categorias.

Chris conquistou o prêmio de melhor ator, e Guardiões da Galáxia venceu 3 categorias (melhor adaptação dos quadrinhos, melhor diretor e melhor maquiagem.) Infelizmente o ator não compareceu a premiação pois está em Baton Rouge, Louisiana gravando o filme “Sete Homens e Um Destino”.

James Gunn, diretor de Guardiões da Galáxia, subiu no palco e leu o discurso por Chris Pratt. Assita:

Confira a lista completa de vencedores clicando aqui.

20 de 32...10...192021...30...