Jurassic World 2 – Filme será mais sombrio!
Postado por Roberto Rodrigues no dia 04.10.2016

Com a sequência do filme arrebatador de bilheterias do ano passado, Jurassic World, confirmada para 2018, muito tem se especulado sobre o novo passo da história. Em uma nova entrevista, o ex-diretor e agora produtor do filme, Colin Trevorrow, comentou sobre a produção, revelando que o longa terá mais suspense, será mais assustador e não irá explorardinossauros militarizados!

Conversando com o InGeneral Podcast, Trevorrow falou sobre a nova direção e o tom do filme. “Terá mais suspense e será mais assustador. É só a forma como a coisa foi criada; é a forma como a história se desenvolve. Eu sabia que queria Bayona [novo diretorpara dirigi-lo antes de qualquer um pensar nessa possibilidade, então toda a coisa foi construída ao redor de suas melhores habilidades”, contou Trevorrow.

O produtor ainda comentou sobre os efeitos usados na nova produção, assegurando que serão utilizados os efeitos práticos clássicos da franquia, como os animatronics. “Terão animatronics, com certeza. Nós seguimos a mesma regra geral de todos os filmes da franquia, que é sobre os dinossauros animatronics sendo melhor usados parados ou movendo seus quadris e pescoço. Eles não podem correr ou fazer grandes ações físicas, qualquer coisa além disso, você tem que recorrer à animação. Essas mesmas regras são aplicadas em Jurassic Park”.

Trevorrow aproveitou para negar a ideia de dinossauros militarizados no novo filme, rumor que vem crescendo nos últimos meses depois do vazamento de imagens conceituais do projeto de Jurassic Park 4. “Eu não estou muito interessado em dinossauros militarizados, pelo menos não em prática. Eu gosto deles na teoria, como o sonho de um lunático. Quando a ideia foi apresentada pela primeira vez para mim, como parte de um roteiro antigo, era algo que o personagem que acabou se tornando o Owen [personagem do Chris Prattestava interessado, que ele apoiava, algo que ele até estava fazendo no começo da história. Derek e eu, na nossa primeira reação, ficamos, ‘Não. Se alguém vai militarizar dinossauros, esse será o cara malvado, ele é insano”.


Fonte

19/04 | FOTOS: divulgando Sete Homens e Um Destino
Postado por Lucas Nascimento no dia 26.09.2016

Chris Pratt e parte do cast de Sete Homens e Um Destino passaram a tarde do dia 19 divulgando o longa em programas de TV e rádios de New York.

Para conferir as fotos em HD, clique no título.

Good Morning America

BUILD Series Presents Magnificent Seven Cast

The Late Show with Stephen Colbert

SiriusXM’s ‘Town Hall’ com o cast de ‘The Magnificent Seven’

Novas imagens e teaser de Passengers são liberadas
Postado por Lucas Nascimento no dia 19.09.2016

Após muito rumores de supostas datas para o lançamento do tão aguardado trailer do longa Passageiros (Passengers), o Sony Pictures liberou um teaser anunciando o lançamento oficial do trailer completo para amanhã. Confira:

Não parando por ai, também foi divulgado o primeiro pôster nacional do filme, além de duas novas stills. Você pode conferi-las clicando AQUI.

Passengers pode ser indicado ao Oscars 2017
Postado por Lucas Nascimento no dia 19.09.2016

Todo ano, a revista Variety faz uma lista com previsões de quais filmes podem ser indicados na premiação anal. Recentemente, foi divulgada a lista com as apostas para a próxima premiação, e Passengers está presente.

O longa, segundo o portal, tem chance de concorrem na categoria Melhores Efeitos Especiais, competindo com Doutor Estranho, Animais Fantásticos e Onde Habitam, Mogli – O Menino Lobo e Rouge One: Uma História Star Wars.

Confira a lista completa das previsões clicando aqui.

 

Chris Pratt conversa com a Parade
Postado por Lucas Nascimento no dia 18.09.2016

A revista Parade disponibilizou a entrevista que fizeram com Chris Pratt e Denzel Washington recentemente. Nossa equipe traduziu a matéria, se limitando as respostas de Pratt. Confira abaixo:


“Desajeitado” não é uma palavra que vem a cabeça quando pensamos sobre Denzel Washington, 61, ou Chris Pratt, 37. Pratt era só o cara gordinho de Parks & Recreation em 2009 até protagonizar sucessos: Guardiões da Galáxia e Jurassic World. Agora, os dois protagonistas de Sete Homens e Um Destino, estrando dia 22 de setembro, que Pratt descreve como “sete personalidades desajeitadas se juntando para lutar por algo maior que eles mesmos.”

Ethan Hawke, Peter Sarsgaard, Matt Bomer, Vincent D’Onofio e Haley Bennett também estão no remake do filme icônico de 1960, que por si já era um do filme japonês de 1954, Seven Samurai.

O filme foi filmado ao norte de Baton Rouge, Louisiana, no auge do verão de 2015. Os dois “desajeitados” conversaram com a Parade sobre seus personagens, suas famílias (Washington é pai de quatro com sua esposa de 33 anos, Pauçetta; Pratt é  casado com a atriz Anna Faris há sete anos, e eles tem um filho de 3, Jack) e como foi ser cowboy em um calor de matar.

Vocês cresceram assistindo filmes sobre faroeste?

Meu pai era um grande fã de filmes desse estilo, mas nunca fui muito ligado nisso. Mas agora que sou pai—e não sei se é uma combinação disso com o fato de meu pai ter falecido e eu estar tentando mantê-lo por perto—mas eu realmente comecei a gostar uns quatro ou cinco anos atrás.

Chris, seu personagem Josh Farraday é um jogador—mas ele quer ajudar na luta para salvar a cidade. Ele é um cara bom ou mau?

Eu acho que meu personagem é alguém que por um bom tempo de sua vida estava convencido que era uma pessoa ruim. Acho que quando alguém acha que é má, ela se permite fazer coisas ruins. E quando percebem que são boas, se sentem culpadas pelas coisas que fizeram. Acho que é nesse dilema que meu personagem vivia.

O que é mais divertido, fazer o cara bom ou o cara mau?

Tem uma coisa bem engraçada que ouvi sobre atuar: quando você interpreta um vilão, você tem que imaginar que você é uma cara legal, e quando faz um mocinho, você tem que temer na sua mente que talvez você seja um vilão. Um bom antagonista é tipo, “O que estou fazendo é certo. Essas pessoas precisam morrer.” Isso que faz um vilão ser complicado—que em sua cabeça, ele está fazendo a coisa certa. Acho que nunca tive a chance de interpretar um. Espero que eu tenha a oportunidade, um dia. Nesse filme acho que Farraday quer que os outros acreditem que ele é mau. Ou… oh, Deus, eu sou um vilão achando que sou um herói? Ah, não!

Chris, seu personagem em Guardiões da Galáxia, Peter Quill, era meio que um cowboy do espaço. Você o acha parecido com seu papel em Sete Homens e Um Destino?

Acho que Peter Quill foi abalado emocionalmente quando criança, o que não é o caso de Farraday. Tem algo similar nele, mas nada intencional—isso é uma coisa que sempre vai acontecer quando eu fazer um personagem, porque parte de mim vai transparecer nesses personagens. Acho os dois incrivelmente bonitos. E humildes—o mais importante, humildes. Mas de fato eu vi nesse filme uma oportunidade de fazer algo diferente de tudo que eu já havia feito.

Você começou em Parks and Rec como o cara engraçado, e agora fazendo esse papel, que é bem “homem do homem” e como as coisas desenrolam. Você já imaginava que esse caminho seria traçado?

Não. Não mesmo. Tem mais ou menos 16 anos que eu atuo, e os primeiros 70 ou 80% desse tempo eu fazia testes para tudo. Se eu recebia um sim eu fazia! Essa era minha regra. Mas esse filme era algo que eu realmente queria fazer.

Você teve que desenvolver algumas habilidades pra esse longa. Alguma vez na vida você já tinha cavalgado tando?

[voz imitando o diretor] “Ok, Chris, vamos fazer de novo. Tem alguma chance de você não parecer tão assustado? Lembre-se, Farraday não tem medo de cavalos.”

Quanto de prática você precisou para os tiroteios e os giros?

Tenho que dar créditos a um cavalheiro chamado Thell Reed, que é um campeão mundial de tiro que está na área há tanto tempo que aos 15 anos de idade, ele estava no The Ed Sullivan Show. Digo, o cara é muito bom. Todos praticaram a girada de arma.

Qual foi a parte mais difícil sobre as gravações?

O calor. Um dia estávamos fazendo uma cena de luta com uma grande sequência de ação: eu corro, atiro duas vezes; corro 50 jardas, atiro mais duas vezes. Eu bebi em torno de 25 garrafas d’água e suei todas elas! Eu suei em 3 figurinos—tipo, completamente ensopados como se eu tivesse pulado em uma piscina. Também tinha bastante poeira. Eu tinha cera no ouvido, e era preta.

Você teve algum tipo de diversão durante as gravações, apesar do calor?

Na finalização. Tinha uma lagoa lá, então durante meus intervalos eu sempre estava lá pescando. Era demais.

O que você acha que faz da história algo universal e sem restrição de gênero para os telespectadores, em vez de ser algo só para os fãs de filmes com tiros e cowboys?

Justiça e vingança são desejos universais, mas esses personagens tem alma, e você meio que se importa com eles. É sempre que você vê o crescimento de alguém que vai de egoísta para o ingresso em um grupo de homens e mulheres lutando por uma causa maior que eles mesmos? Acho que tem algo bem universal nisso.

Você tem uma bela esposa e filho que te apoiam. Como eles estão?

Estou na estrada por 14 meses—fiz três filmes, todos seguidos— então irei tirar seis meses de férias. Vou levar Jack na Praia do Jack—que é onde nomeamos um pequeno trecho de praia numa ilha no complexo de Ilhas de San Juan, onde compramos uma casa.

Qual mensagem você espera que Sete Homens e Um Destino passe para as pessoas que forem assistir o filme?

Só porque você já fez algo ruim não significa que você seja uma má pessoa.

 

Tradução: Lucas Nascimento.

 

CANDID: Chris Pratt chegando no LAX
Postado por Lucas Nascimento no dia 15.09.2016

Após participar do Toronto International Film Festival e do Venice Film Festival, Chris Pratt foi visto chegando no Aeroporto Internacional de Los Angeles no último dia 12, segunda-feira.

Confira as fotos clicando aqui.

3 de 29...234...1020...